Cuidado com o medo irracional! Você tem mais medo de diabetes, AIDS ou acidentes de trânsito? Em 2010, o diabetes com suas complicações, matou 54 mil brasileiros, o mesmo que os acidentes de trânsito (42 mil) e a AIDS (12 mil) somados. Ocorre que os acidentes aparecem diariamente na televisão e jornais. A mídia escolhe as notícias para chamar a atenção! De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o diabetes melito é considerado um dos principais responsáveis por mortalidade precoce em todo o mundo. Estima-se que em 2030, o número de pessoas diagnosticado, principalmente por diabetes tipo 2, será mais do que o dobro comparado com os dados atuais.

É papel do nutricionista estimular e informar a população sobre medidas simples, mas eficazes para prevenção e tratamento do diabetes, em conjunto com a prática de exercícios. Aqui vou citar alguns alimentos que são muito bem vindos para controle da glicemia: soja, chá verde, leguminosas, batata yacon, canela, inhame, batata doce, farinha de maracujá, arroz integral, cacau, linhaça, aveia, oleaginosas, abacate, biomassa de banana verde, dentre outros. Como suplementos, alguns já possuem efeito comprovado, como: ácido alpha-lipóico, coenzima Q10, cromo, ácidos graxos ômega 3, dentre outros. Evitar deficiências vitamínicas-minerais, como por exemplo magnésio, biotina, zinco, vitamina E, inositol, vanádio, também é de fundamental importância.

Distribuir os alimentos fonte de proteínas em todas as refeições, também ajuda a reduzir o impacto glicêmico proveniente do alimento fonte de carboidratos. É uma estratégia bem conhecida dos praticantes avançados de musculação e que pode ser muito bem utilizada por indivíduos diabéticos e também por toda população em sua prevenção. Vale ressaltar que não estou sugerindo uma dieta hiper-proteica para diabéticos, até porque devemos ter muita cautela com esse nutriente para esses pacientes, devido a maior sobrecarga renal no diabético.

Estou sugerindo sim, a distribuição uniforme da ingestão de proteínas na dieta, por menor que seja a quantidade total a ser ingerida. Por exemplo, uma ingestão diária de 100 gramas de proteínas/dia, poderia ter grande valia se fosse fracionada em 5 – 6 refeições diárias, ao invés de estar contida em apenas 2 grandes refeições. Além do cuidado com alimentos óbvios, como açúcares simples, é necessário cuidado com frutas de alto índice glicêmico, como abacaxi e melancia, por exemplo. Melhor utilizar frutas de baixo impacto na glicemia, como maçãs, pera, pêssego, ameixa, melão, goiaba, dentre outras. Se vivêssemos em um mundo no qual o capitalismo não imperasse, certamente açúcares simples, doces e outros alimentos que contribuem para a incidência do diabetes, viriam com advertências em seus rótulos, como: este alimento, se usado sem moderação, poderá lhe causar diabetes e outras doenças. Mas infelizmente, a indústria dos péssimos alimentos movimenta bilhões à custa da morte das pessoas. Todos os dias alguém me pergunta se o consumo de proteína em pó traz malefícios à saúde, mas raramente alguém me pergunta sobre os malefícios da sacarose. A Nutrição adequada é muito mais do que melhorar a performance, aumentar a massa muscular ou definir o físico! Ter uma boa nutrição significa viver melhor e prolongar a juventude!

Rodolfo Peres é nutricionista especialista em nutrição esportiva. Atende desde atletas de alto nível a pessoas que simplesmente buscam uma melhor qualidade de vida.